DEMUTRAN e Polícia Militar começam operação de combate a escapamentos adulterados

Uma prática que vem se tornando comum entre motociclistas é mais um motivo de irritação geral e complica a convivência entre motos, automóveis e pedestres. Trata-se de uma adulteração no escapamento das motocicletas, em alguns casos, retirando-se o miolo do silencioso (peça que reduz o ruído do motor); em outros, furando-se o escapamento. O objetivo alegado é aumentar o barulho, para que a presença da moto seja percebida mais facilmente, mas o resultado é o incômodo causado aos moradores, motoristas, pedestres e até outros motociclistas, que condenam o ato.
Começou em Ipueiras nesta segunda-feira (26) uma operação de fiscalização tendo como objetivo o combate a adulteração de escapamentos de motos tendo à frente o Departamento Municipal de Trânsito – DEMUTRAN e a Polícia Militar. A infração está prevista no artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro, que proíbe o ato de: “Conduzir o veículo com descarga livre ou silenciador de motor de explosão defeituoso, deficiente ou inoperante”. A multa é grave, de R$ 127,69, mais perda de cinco pontos na carteira. Além disso, o código prevê que o veículo deve ser retido para regularização. Os órgão fiscalizadores também ressaltam a importância do uso do capacete, item se segurança essencial para o condutor.
Compartilhe!